Patrocinadores oficiais


É uma irresponsabilidade flagrante pedir um Plano de Contingência?

Que incomodo causou? Temos feito o pedido? Ou não o ter na altura colocado na prática?

É uma irresponsabilidade flagrante pedir um Plano de Contingência?

Lemos hoje um “comunicado” que numa primeira analise nem deveria ser alvo de resposta porque mais parece um texto político a um texto de quem tem a responsabilidade de gerir um concelho, no entanto e porque os Esposendenses confiam em nós optamos por dar resposta a algumas das afirmações que nele constam:

 

Refere o comunicado:

 

“Manutenção de vias que não são da nossa responsabilidade”

Sim! Chamamos a atenção da Câmara para os buracos que existiam nas rotundas e depois de o termos feito foram os serviços municipais tapar os mesmos.

Porque só taparam os buracos depois de nós alertarmos?

Se não era responsabilidade da Câmara porque o fizeram então?

Sim! Vamos continuar a chamar a atenção sobre buracos seja nas rotundas seja nas nacionais que passam pelo concelho.

 

O “Prato Identitário de Esposende” e a “Confusão com o Prato”

Sim! Pedimos uma mudança do prato identitário de Esposende

Um prato que não teve os resultados prometidos, um prato que ninguém encontra e pedimos uma mudança, não deixa de chamar a atenção que a maior parte dos pratos no concurso Março com Sabores a Mar tenha o Robalo como ingrediente principal.

Sim! Vamos continuar a insistir nessa mudança

 

O plano de Contingência COVID-19  – “Atitude desta associação, num tema tão sensível, reflete uma irresponsabilidade flagrante”

Dizer que é irresponsabilidade da Associação pedir um plano de Contingência é algo que não se entende.

Sim! Pedimos um plano de contingência e pedimos através de uma nota de imprensa enviada aos meios de comunicação social, é irresponsabilidade pedir um plano que proteja a população de Esposende? Que incomodo causou? Temos feito o pedido? Ou não o ter na altura colocado na prática?

 

“Não precisam, nem nunca precisarão, os Munícipes de Esposende de qualquer tipo de interlocutor ou intermediário para recorrer aos serviços do Município ou para dar nota das suas preocupações”

Sim! Precisam e a prova disso são 83 envios para o Presidente da Câmara Municipal de Esposende dando conta de situações que necessitavam de imediata intervenção. Poderia esclarecer quem deu a conhecer os resíduos na costa de Esposende, tal era a dimensão que teve a Câmara de pedir apoio da Polis Litoral Norte, quem deu a conhecer o estado dos passadiços em Esposende com buracos de dois metros ou pode explicar aos Esposendenses quem deu a conhecer o estado dos parques públicos utilizadas pelas crianças, são alguns dos 83 envios que justificam um interlocutor 

 

O resto das afirmações constantes no Comunicado e pela falta de conteúdo das mesmas nem merecem comentários. De uma coisa podem estar certos VAMOS CONTINUAR A TRABALHAR E A DEFENDER OS ESPOSENDENSES e são estes comunicados que nos dão ainda mais vontade de trabalhar.

Autor: Cidadãos de Esposende
Fonte: Cidadãos Esposende
Sexta-feira, 13 de Março de 2020 - 12:52:41

Notícias relacionadas
Comentar Imprimir  |   Voltar...

Últimas notícias

Termos de utilização    |    Política de privacidade    |    Política de cookies    |    Resolução Alternativa de Litígios    |    Livro de Reclamações On-line